Chamada pra pessoas interessadas em participar do vlog do Bi-Sides

Atenção, galera: durante o piquenique do Bi-Sides, surgiu a ideia de criarmos um vlog no Youtube, no qual várias pessoas pudessem enviar vídeos falando de diferentes aspectos relacionados à bissexualidade.

Por que criar um vlog?

Em primeiro lugar, porque existem pessoas que não tem Facebook ou que não se sentem à vontade pra participar de grupos e curtir páginas com conteúdo bissexual/LGBT no Face. Como o Youtube não exige a criação de uma conta pra assistir vídeos e como as mensagens enviadas por quem tem conta a administradores de canais são privadas, não aparecendo pra mais ninguém, fica bem mais fácil pra pessoas que não assumiram sua bissexualidade ter acesso a conteúdo bi através de vlogs.

Outro motivo é o fato de que o Youtube é um recurso bastante usado por quem tá procurando informação sobre alguma coisa. Muita gente curiosa e/ou sem contato com ativismo bissexual pode vir a conhecer o Bi-Sides e aprender mais sobre questões bissexuais por meio de um vlog.

Tem outro aspecto muito importante tb: representatividade. Existe um poder enorme em literalmente mostrar a cara e soltar a voz. É uma forma de combater dois dos maiores males que nos atingem: a invisibilidade bissexual e a disseminação de estereótipos sobre pessoas bissexuais. Infelizmente, em pleno ano de 2014, simplesmente mostrar que existimos ainda é uma ação revolucionária, pois nossa luta não é apenas por respeito e dignidade, é também pelo reconhecimento de que nós existimos. Ao contarmos as nossas histórias e dar as nossas opiniões, nós passamos a protagonizar os discursos sobre nós mesmxs, em vez de ter pessoas que não são bissexuais dominando a discussão pública sobre o que é ser bi. Afinal, ninguém sabe mais do que a gente a respeito de quais são os nossos desejos, necessidades, problemas, etc.

E é claro que esses desejos, necessidades, problemas, variam de pessoa pra pessoa. Um vlog coletivo é uma oportunidade de mostrar que existem infinitas formas de viver a bissexualidade, que pessoas de todos os gêneros, idades, religiões, modelos de relacionamento, profissões, etc, são bissexuais. Mostrar a nossa diversidade também é uma forma de combater estereótipos em um mundo em que as pessoas acham que podem fazer uma série de deduções a respeito da nossa vida sexual e amorosa ao saber que somos bissexuais, como se ser bi fosse necessariamente sinônimo de qualquer outra coisa, como se bissexuais já tivessem alguns “itens de fábrica” embutidos desde o nascimento.

O primeiro vídeo será inspirado em um vídeo europeu em que ativistas fizeram várias perguntas sobre bissexualidade a transeuntes na rua. A ideia é editar esse vídeo comentando as respostas e mostrando qual é a percepção geral a respeito de bissexualidade por parte do público em geral. É como se fosse um FAQ (as famosas Perguntas Frequentes), só que de forma mais dinâmica, cobrindo algumas daquelas coisas que a gente gostaria muito que todo mundo já soubesse mas que, infelizmente, ainda temos que desenhar pra muita gente.

Se interessou? Tá a fim de participar? Entra em contato aqui pelos comentários, pela seção Contato do blog , pelo grupo no Facebook ou pela nossa página. Nos conte de onde você é, qual é a disponibilidade pra gravar vídeos (toda semana, uma vez por mês, só de vez em quando, um único vídeo pra falar de um tema importante pra você). Nos diga se você pretende abordar algum tema específico nos seus vídeos (p.ex: como é ser bi e trans, bi e evangélicx/católicx/umbandista, bi e monogâmicx, bi e poli, falar sobre bifobia no meio gay/lésbico, como parceirxs hetero e homossexuais reagem á bissexualidade, etc) pois é legal ter uma noção das diferentes experiências de futurxs colaboradorxs.

E se você só quiser assistir, aguarde: em breve estaremos postando aqui o primeiro vídeo do canal.

Comentários

2 thoughts on “Chamada pra pessoas interessadas em participar do vlog do Bi-Sides”

  1. Bem legal qa proposta do vlog mas acho que a maioria dos bissexuais não querem dar a cara a tapa acho melhor começar com uma coisa tipo perguntas e respostas sabe leitores perguntando e vc respondendo e vc dando seu testemunho contando sua historia de como vc se descobriu sua relação com seus pais e como foi assumir para a sociedade acredito que vc precise dar esse ponta pé inicial pra coisa começar e buscar logo de cara parcerias com canais LGBT do YouTube como o canal das bee ou o põe na roda nós bissexuais precisamos de um rosto alguem que nos represente só assim vai ser possível dizer ” eu sou bissexual ” sem ser mal interpretado

  2. Oioi galera,
    Tbm adorei a proposta, pois falta esse modelo de comunicação para a sigla “B”, principalmente, em português. ^_^

    Rebatendo o Alan, não acredito que seja uma questão de “dar a cara tapa” (no sentido dos individuos terem vergonha de se expressar/mostrar). Penso que as pessoas não querem responsabilidades de estar a frente de qualquer projeto, no entanto, quando alguém se propõe fazer qualquer atividade, facilmente, consegue seguidores e participantes.

    No mais, desejo muito participar desse projeto do vlog. Até ja participei do movimento “LGBT” por meio de ONGs e grupos, mas ja faz um tempo que não estou engajado. Agora com mais tranquilidade e tempo, posso aproveitar para dar minha contribuição.

    Sou natural de SP e, atualmente, moro no interior do Rio. Por ser estudante tenho, razoavelmente, tempo livre, então posso enviar videos semanalmente, no entanto, confesso que estou em duvida sobre o tema, mas vamos conversando e construindo o projeto. ^_^

    Bom, acho que é isso.
    Abrax e Bjks

Comments are closed.